Surto de malária causa preocupação em baianos e deixa população em alerta

Os casos seguem sendo investigados pelo CIEVS e Secretaria de Saúde do Estado da Bahia

0
76

O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância e Saúde (CIEVS) está investigando oito casos de malária no estado. Segundo informações obtidas pela nossa reportagem, um dos pacientes morreu após apresentar os sintomas da chamada febre oropouche.

A doença é mais comum no norte do país, sobretudo, no estado da Amazônia. A vítima que acabou não resistindo à doença é oriundo do município de Wenceslau Guimarães que dista 307 quilômetros da Capital. Outras sete pessoas, também da região Sul do estado, se encontram internadas acompanhadas da equipe da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab).

O foco das investigações da Sesab é identificar a origem da doença para saberem se as pessoas foram infectadas no estado ou se a doença foi adquirida em outro estado. Em 2011 foi registrado um caso na Bahia e desde então não houve outros. A doença caracteriza-se por febre alta, dor de cabeça, sudorese, entre outros sintomas. Nos casos mais graves a doença pode levar à morte como ocorreu com o paciente do município de Wenceslau Guimarães.

Por: Repórter Radiola (MTB 5173/BA)

Deixar resposta