Operação da Polícia Especializada em Jardim Santo Inácio mostra uma realidade que poucos querem observar

A Polícia não irá descansar até que todos os membros da quadrilha de traficantes sejam presos.

0
105
Foto|Reprodução

A Companhia de Patrulhamento Tático Móvel (PATAMO) e homens do Choque Rápido do Batalhão de Choque realizaram nesta sexta-feira (26) uma operação no Jardim Santo Inácio e em Mata Escura. O objetivo é chegar a uma quadrilha de traficantes, que, segundo os policiais, foram os responsáveis pela troca de tiros com os policiais e que culminou com uma garota de 11 anos atingida no rosto e consequentemente morta.

Droga encontrada com funcionários do tráfico.
Droga encontrada com funcionários do tráfico.

Segundo os policiais, estes, são os mesmos que atearam fogo em um coletivo da Integra na última quinta-feira (11). A realidade social encontrada pelos policiais é algo preocupante, haja vista, que em uma das abordagens dois adolescentes, estavam portando drogas. Eles moram sozinhos e trabalham para a quadrilha de traficantes. A polícia encontrou dois pinos de cocaína e mensagens de traficantes no celular dos rapazes em que falavam da movimentação do dia, sobretudo, chega e saída de viaturas.

Abordagens sendo realizadas
Abordagens sendo realizadas

Prosseguindo com as diligências a polícia flagrou outro rapaz, adolescente, com passagens pela polícia, que correu ao ver a guarnição. O mesmo teria entrado na cada de sua mãe e, quando os policiais chegaram para revista-lo, encontraram a mãe, grávida fumava um cigarro de maconha na frente do filho de 8 anos. Diante desta realidade, que muitos não conhecem, a polícia tem que viver todos os dias, de perto, em fazer o seu trabalho, proteger vidas, mas correndo o risco de serem julgados e apontados.

Os policiais já identificaram a quadrilha e sabe quem são todos eles, buscando, deste modo, desarticular e prender os membros.

Por: Repórter Radiola (MTB 5273/BA)

Deixar resposta